top of page
Buscar
  • Foto do escritorleandrocrown

A oração

Atualizado: 24 de mai. de 2023



Mais um texto da série das práticas espirituais, vamos falar sobre a oração. Orar biblicamente é uma prática importante na tradição cristã, vista como uma forma de se aproximar de Deus através da oração baseada nas Escrituras Sagradas. Neste artigo,vamos discutir a importância de orar biblicamente.


Orar biblicamente na Bíblia.


A Bíblia é cheia de exemplos de orações, desde as orações do Antigo Testamento até as orações de Jesus e dos apóstolos no Novo Testamento. A oração é vista como uma forma de se comunicar com

Deus, de buscar sua vontade e de expressar nossa fé e dependência dele. Na Bíblia, encontramos vários modelos de oração, incluindo orações de adoração, ações de graças,

confissão de pecados, petição e intercessão. Além disso, a Bíblia ensina que a oração deve ser feita com fé, humildade, perseverança e em nome de Jesus.


Orar biblicamente na tradição dos Pais da Igreja.


Os pais da Igreja, como Santo Agostinho e São João Crisóstomo, enfatizaram a importância de orar

biblicamente. Eles acreditavam que a oração baseada nas Escrituras era uma forma eficaz de se

comunicar com Deus e de se submeter à sua vontade.

Santo Agostinho escreveu: "A oração é a respiração da alma. Aquele que respira frequentemente

não pode ser derrotado pelo poder. Deixe a oração ser a sua respiração". Ele também enfatizou a importância de usar as palavras da Bíblia em nossas orações, dizendo: "Aquele que fala com Deus não precisa de palavras humanas, mas deve usar as palavras de Deus".

São João Crisóstomo enfatizou a importância de meditar na palavra de Deus durante a oração,

dizendo: "Quando você ora, não reze apenas com os lábios, mas deixe a oração descer em seu

coração e medite nela".


Orar biblicamente na Reforma Inglesa.


Durante a Reforma Inglesa, a oração baseada nas Escrituras era vista como uma forma importante

de adoração e comunicação com Deus. O Livro de Oração Comum, publicado em 1549, incluía

várias orações baseadas nas Escrituras e ensinava que a oração deve ser feita com fé, humildade e em nome de Jesus.

O Bispo John Jewel, um importante reformador inglês, enfatizou a importância de orar biblicamente, dizendo: "Não há melhor oração do que a que vem diretamente das Escrituras

Sagradas. Ao orar com as palavras da Bíblia, estamos orando com a autoridade divina e pedindo a Deus de acordo com sua vontade".


Conclusão.


Orar biblicamente é uma prática importante na tradição Anglicana e Reformada, vista como uma

forma de se aproximar de Deus através da oração baseada nas Escrituras Sagradas. Através da

oração, os cristãos podem se comunicar com Deus, buscar sua vontade e expressar sua fé e

dependênça dele. Na Bíblia, encontramos vários modelos de oração, e os Pais da Igreja e

Reformadores Ingleses enfatizaram a importância de orar com base nas Escrituras. Ao orar biblicamente, os cristãos estão se submetendo à vontade de Deus e buscando sua sabedoria e

orientação em suas vidas. É importante lembrar que a oração não deve ser vista como uma fórmula mágica ou uma forma de manipular a vontade de Deus. Em vez disso, a oração deve ser uma expressão sincera de nossa fé e dependência de Deus, buscando sua vontade em nossas vidas e confiando em sua graça e misericórdia. Além disso, é importante lembrar que a oração não deve ser vista como uma prática individualista. A oração deve ser feita em comunidade, compartilhando nossas necessidades e preocupações uns com os outros e buscando a vontade de Deus juntos. A oração comunitária é uma forma importante de fortalecer a igreja e de expressar nossa unidade em Cristo.

Vamos falar sobre a oração com base nos versículos bíblicos. Na Bíblia, encontramos muitos

exemplos de oração, como a Oração do Senhor (Mateus 6:9-13) e a oração de Davi no Salmo 51.

Através dessas orações, podemos aprender a orar biblicamente e buscar a vontade de Deus em

nossas vidas.

Um dos princípios mais importantes da oração biblicamente correta é orar com fé (Mateus 21:22).

Devemos orar confiantes de que Deus é capaz de responder nossas orações de acordo com sua

vontade e propósito. Isso significa que nossas orações devem ser sinceras e humildes, buscando a

vontade de Deus e não nossos próprios desejos egoístas (Tiago 4:3).

Outro princípio importante da oração é a adoração a Deus. Devemos começar nossas orações com adoração, reconhecendo quem Deus é e sua grandeza (Salmo 100:4). A adoração nos ajuda a nos

concentrar em Deus e em sua presença em nossas vidas.

Também é importante lembrar que devemos orar em nome de Jesus. Jesus disse em João 14:13-14:

"E tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se me

pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei." Orar em nome de Jesus significa reconhecer que ele é nosso mediador e que não podemos nos aproximar de Deus sem ele (1 Timóteo 2:5).

Devemos também orar pelo perdão dos nossos pecados (1 João 1:9) e pelo perdão dos pecados dos outros (Mateus 6:14-15). Pedir perdão a Deus e perdoar aqueles que nos ofendem é essencial para manter nossos relacionamentos com Deus e com os outros.

Finalmente, devemos orar uns pelos outros (Tiago 5:16). A oração comunitária é uma forma

importante de fortalecer a igreja e de expressar nossa unidade em Cristo. Devemos compartilhar

nossas necessidades e preocupações uns com os outros e buscar a vontade de Deus juntos.

Em conclusão, a oração biblicamente correta envolve orar com fé, adoração, em nome de Jesus,

pelo perdão dos pecados e pelos outros. Ao orar com base nas Escrituras, estamos nos submetendo à autoridade de Deus e buscando sua sabedoria e orientação em nossas vidas.

Em conclusão, orar biblicamente é uma prática importante na tradição Anglicana e Reformada, vista como uma forma de se comunicar com Deus e buscar sua vontade em nossas vidas. Ao orar com base nas Escrituras, estamos nos submetendo à autoridade de Deus e buscando sua sabedoria e orientação em nossas vidas.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


Igreja Anglicana Reformada do Brasil - IARB

bottom of page